Antropologia no Alto Solimões

Organizadores:
Gilse E. Rodrigues
Michel Justamand

14x21cm
108 páginas

R$ 25,00

ISBN 978-85-63354-17-4

 

Compre seu livro sem sair de casa - clique aqui



A Amazônia já foi vista como paraíso dos etnólogos estrangeiros e de outros cantos do próprio Brasil. Atualmente estamos formando nativos da região, os quais, sem abandonar o rigor metodológico e o instrumental teórico tradicional da antropologia, estão construindo seus conhecimentos em diálogo com os modelos cognitivos dos povos amazônicos e não acadêmicos, dos quais esses novos antropólogos estão emergindo. Nesse novo contexto interacional, que permeia esse campo disciplinar, o repertório antropológico não pode ficar somente circunscrito à academia, mas também ir além de seus muros, de encontro às expectativas daqueles que são parte constitutiva do processo etnográfico.

Particularmente no Alto Solimões, estamos falando de um comprometimento da antropologia com o ribeirinho, o pescador, o indígena, os grupos urbanos, os movimentos sociais, enfim com o entorno social, político e cultural da academia, sem, no entanto ser engolida pelas estruturas de poder local.

José Maria Trajano Vieira